Grupo 81
Voltar
2

Monitoramento total! Veja o que o governo e o setor têm realizado para uma rápida reação à IA

Para os setores público e privado, quanto mais rápido e transparente for o processo de identificação de eventuais focos, menor a chance de impactos para a cadeia produtiva e a produção de alimentos do Brasil.

Neste sentido, o Ministério da Agricultura, as Secretarias Estaduais de Agricultura, a ABPA e as entidades dos estados vêm trabalhando conjuntamente com planos de ação já anteriormente estabelecidos.

Há um monitoramento com intensa testagem de casos suspeitos, que foi aumentado após o início da crise global de Influenza Aviária.  

No âmbito privado, a ABPA mantém atualizado um plano de contingenciamento que envolve múltiplas responsabilidades, com orientação de ações nas diversas esferas – envolvendo a entidade nacional, entidade estadual, empresas e cooperativas do setor.

Simulados de enfermidades foram realizados, e há um constante trabalho de treinamento e orientação sobre as medidas a serem adotadas pelos técnicos, tanto do setor público, quanto privado – incluindo o abate sanitário no raio de 3 quilômetros do eventual foco, e controle total sobre a circulação de veículos de transporte de animais e rações no raio de 10 quilômetros.

Compartilhar

VEJA MAIS

Banners site IA (900 × 600 px)

Às vésperas das celebrações de fim de ano, ABPA lança campanha para turistas e moradores de áreas litorâneas

Design sem nome (5)

Na praia: o que fazer se encontrar um animal doente?

Banners site IA (900 × 600 px) (1)

Quais os sintomas de uma ave com Influenza Aviária?